IPVA E DPVAT – Aprenda agora como funcionam!

Se você mora no Brasil e possui um ou mais veículos automotores, é sempre bom prezar mantimento do seu carro ou moto, por isso é importante ficar sempre atento aos impostos que são cobrados por circular nas ruas de sua cidade e fazer imediatamente um seguro para que seu automóvel esteja sempre protegido em casos de acidentes.

No artigo abaixo, falaremos um pouco sobre dois importantes serviços que são indispensáveis para aqueles que possuem o seu veículo próprio, o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) e o Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres (DPVTA). Portanto continue a leitura abaixo para acompanhar melhores informações sobre os mesmos.

IPVA  o que é

O IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores) tem o único objetivo de recolher dinheiro de veículos que circulam exclusivamente em terra, portanto aquelas pessoas que possuem barcos, lanchas e outros veículos que não utilizem meios terrestres, não precisarão pagar por este imposto.

Podemos considerá-lo como um dos impostos mais conhecidos do Brasil, pois são muitas as pessoas que possuem carro ou moto espalhadas por todo território Brasileiro. Este imposto não é federal, portanto apenas os Estados e o Distrito Federal deverá instituí-lo.

IPVA

Deste modo, 50% do valor que for arrecadado é destinado para o próprio estado e a outra parte vai para a cidade onde está registrado o veículo.

O atraso ou a falta de pegamento do IPVA resultará em penalidades como a aplicação de uma multa, e a depender da gravidade do caso, o veículo poderá ser apreendido, mantenha-se sempre informado a repeito do prazo de vencimento do imposto.

IPVA como consultar

É importante acessar o site da Secretaria de Fazenda do Governo do seu estado para consultar a tabela com a data de vencimento, conforme o final da placa do seu veículo. No estado de São Paulo, por exemplo, o IPVA SP é um dos mais caros a ser pago. Isto ocorre por conta da metrópole ter um maior número de veículos transitando em suas rodovias e vias.

Vale lembrar que o pagamento do Imposto (IPVA) pode ser efetuado em casas lotéricas ou agências do Banco Postal, para isso basta usar o código do RENAVAM ou a guia de recolhimento GARE-IPVA. O mesmo também pode ser realizado no Bancoob, Bradesco, Brasil, Caixa Econômica Federal, Citibank, Daycoval, HSBC, Itaú, Mercantil do Brasil, Rendimento, Safra ou Santander.

DPVAT o que é

O Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres, conhecido mais popularmente pela sigla DPVAT, é o seguro que deve ser pago anualmente por proprietários de veículos que circulam por terra.

DPVAT

O pagamento do mesmo deve ser efetuado juntamente a primeira parcela do IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores), ou na Cota Única e a indenização deste seguro é feita por valores em reais, o que levou a deixar de ser em salários mínimos. Isto foi estipulado pela Lei de nº 11.482 no ano de 2007.

DPVAT valor

O valor do DPVAT seguro é distribuído da seguinte forma:

  • Caminhões, caminhonetas tipo pick up que possuem até 1.500 Kg de carga, e máquinas e equipamentos móveis em geral: R$ 110,3;
  • Táxis, carros de aluguel e aprendizagem, como carros de auto escolas: R$ 105,65;
  • Automóveis e camionetas particulares ou oficiais de missão diplomática: R$ 105,65;
  • Ônibus, micro-ônibus e lotação com cobrança de frete: R$ 396,49;
  • Motocicletas, motonetas, ciclomotores e similares: R$ 292,01;

Estes mesmos veículos, mas que não possuem lotação superior a 10 passageiros pagam um valor inferior, de R$ 247, 42 e outros com reboque e semi-reboque são isento da taxa do seguro DPVAT.

Conclusão

Agora que você já sabe tantas informações importantes a respeito do IPVA e do seguro para automóveis no seu estado, seja do DPVAT SP, DPVAT MG, DPVAT RS, ou qualquer outra localização brasileira, não deixe de estar conferindo a data de pagamento dos mesmos. Em caso de maiores dúvidas, faça um comentário logo abaixo para que possamos ajudá-los.